Saiba mais sobre o clima na Amazônia

Calor e umidade sobre a floresta

A região, muito próxima à Linha do Equador, não possui muitas variações climáticas como no restante do continente. Julho é verão em cerca de 7% do território nacional, acima daquele paralelo, mas não que isso represente uma diferença marcante em relação ao restante da região Norte.

O mês é menos chuvoso e um pouco menos quente, mas calor e umidade são como verdadeiros carimbos do clima equatorial, garantidos pela floresta amazônica que, apesar de ameaçada, ainda é muito exuberante, além de contar com a maior bacia hidrográfica do planeta.

A atividade convectiva, transportando umidade no sentido vertical ascendente, é tal qual uma fábrica de células de nuvens cumulonimbus, as famosas CB, de longe as mais perigosas para a aviação.

Turbulência dinâmica, trovoadas e tempestades severas são fenômenos que o piloto deve esperar neste cenário amazônico. O Monte Roraima tem sido muito procurado por conta do seu bioma e topografia peculiares. Porém, para acessar o exuberante platô de quase 3.000 m o piloto de asas rotativas precisa ter cuidado com a turbulência típica de topos de relevo, além de nevoeiros, sobretudo no entardecer e no, amanhecer, quando a umidade é maior.

Em 1998, o ator Danton Melo sofreu um grave acidente na região, quando o helicóptero que o transportava, juntamente com a equipe de reportagem do programa Globo Ecologia, perdeu sustentação devido a turbulência orográfica, fazendo com que a aeronave se chocasse contra o maciço.

O acidente reabriu a discussão sobre as condições de voo das empresas de táxi-aéreo no país e, em particular, as restrições meteorológicas de voos de asas rotativas sob condições meteorológicas adversas.

Apesar disso, Boa Vista (SBBV), Manaus (SBMN) e Belém (SBBE) são aeroportos internacionais com boa estrutura de serviços e auxílios à navegação aérea, atendem às necessidades dos aeronavegantes.

Compartilhe com seus amigos

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of